KENWA MABUNI

Kenwa Mabuni (1889 - 1952) nasceu na Era Meiji, em 14 de Novembro de 1889, na cidade de Shuri, então capital da Prefeitura de Okinawa. Era descendente da 17ª geração de uma família de guerreiros (Shizoku) que serviram aos Senhores do antigo Reino Ryukyu, dos quais se destaca Oni-Ufugusuku, que viveu no século XV, e ostentava o título Peichin.

​Foi a saúde delicada de Mabuni que motivou seu pai a procurar nas artes marciais um método de treinamento que tornasse possível mudar esta situação. Aos 13 anos, Kenwa Mabuni foi apresentado por um dos amigos de seu pai ao mestre Anko Itosu, que contava com mais de 70 anos na ocasião, convertendo-se em seu discípulo. Com este mestre, Mabuni aprendeu 23 Kata, no período de aproximadamente 11 anos de estudos. Aos 20 anos, começou a trabalhar como professor suplente na Escola Primária de Naha, onde conheceu e acabou tornando-se amigo de Chojun Miyagi, que mais tarde viria a fundar o estilo Goju-ryu e que também seria o responsável por apresentar Mabuni ao mestre Kanryo Higaonna, de Naha.

​Em 1909, apoiado por Itosu a expandir seu conhecimento marcial, Mabuni iniciou a prática com Kanryo Higaonna. Esteve sob a tutela deste mestre pelo período de 4 anos, aproximadamente.Dentro deste contexto, Mabuni pode treinar simultaneamente com Itosu e Higaonna, que eram considerados os dois maiores expoentes de Karate, cada um em sua respectiva cidade, da ilha de Okinawa nesta época.

Em 1910, Kenwa Mabuni ingressou no serviço militar, servindo na guarnição de Kumamoto, período em que quebrou sua disciplina de treinamento, por aproximadamente 2 anos.

 

Neste período, a instrução estava baseada no treinamento físico, ou seja, no condicionamento de pulsos, cotovelos, dedos, etc… Também não havia nenhum uniforme (Karate-gi).

 

No início da Era Taisho, em 1912, Mabuni concluiu o serviço militar, altura em que, a conselho de Miyagi, ingressou na Academia de Polícia de Okinawa.

Em 1914, aos 25 anos, tornou-se inspetor de polícia, cargo que ocupou por aproximadamente 10 anos. Neste período praticou Judo e Kendo, treinamentos obrigatórios para os oficiais de polícia. Seu oficio, como policial, facilitava seu deslocamento e acesso por todas as localidades de Okinawa, dando-lhe a oportunidade de visitar muitas partes diferentes do arquipélago. Nestas visitas pode conhecer e treinar muitas variantes do Karate, inclusive com mestres locais pouco conhecidos, conseguindo assim resgatar alguns Kata e técnicas.

 

Kenwa Mabuni estudou o Sai-jutsu com Shinbuku Tawada (1846-1920). Aprendeu Bo-jutsu, Ne-waza e Atemi-waza com um velho guerreiro de Shuri chamado Sakumoto. Além disso, estudou Bo-jutsu com Jino Sueyoshi (1851-1920), chegando a dominar diversas armas de Kobujutsu. Também aprendeu a antiga arte do Ryokan Budo e Ninjutsu com Seiko Fujita, um respeitado mestre, 14º geração da tradição Koga-ryu, que foi o responsável pela transmissão da “alma” do Budo japonês para Kenwa Mabuni.

Em 1915, Mabuni perdeu seus dois principais mestres. Faleceu primeiro Itosu, em março, e alguns meses depois Higaonna, em outubro.

​Por volta deste período, Mabuni conheceu e passou a treinar com Seisho Aragaki que vivia em Kumemura, localidade próxima a ilha de Sesoko, e ensinava “Luohan-quan”. Mabuni aprendeu vários Kata, com e sem armas, com este mestre.

Mabuni, aos 26 anos, uniu forças com Miyagi, apenas um ano mais velho, para estabelecer um grupo de estudos para pesquisar e treinar o Karate. Em 1918, o grupo foi nomeado Ryukyu Karate Kenkyu-kai e suas reuniões passaram a ser realizadas em sua residência. Esta associação era formada pelos mestres mais importantes da ilha de Okinawa na época. Além dos fundadores, também figuravam entre os membros: Gichin Funakoshi, Choshin Chibana, Anbun Tokuda, Chojo Oshiro, Shinpan Shiroma, Seicho Tokomuda, Hoko Ishikawa, Shinko Matayoshi, Tang Daiji (To Daiki), Chomo Hanashiro, Juhatsu Kyoda, Moden Yabiku, Hohan Soken, Kentsu Yabu e Chotoku Kyan.

Durante a visita dos membros imperiais do Japão a Okinawa, Mabuni foi o responsável pela demonstração realizada na Escola Secundária de Okinawa, na presença dos príncipes Kuni e Kacho.

​No dia 13 de Fevereiro de 1918, nasceu seu primeiro filho, Kenei. Neste mesmo ano, Mabuni participou de uma demonstração de Karate e teve a honra de demonstrar a arte ao príncipe Chichibu, ocasião em que realizou o Kata Seisan.

 

Em 6 de Março de 1921, Mabuni e Miyagi participaram de outra exibição de Karate realizada no hall do Castelo de Shuri, desta vez organizada por Gichin Funakoshi para prestigiar a visita do príncipe do Japão, Hirohito.

 

Em 1924, Mabuni decidiu abandonar uma carreira bem sucedida de inspetor de polícia para tornar-se oficialmente instrutor de Karate na academia da mesma instituição. Neste mesmo ano, finalizou a construção de um Dojo próprio, situado no jardim de sua casa que, segundo os historiadores, tinha uma ótima estrutura. Com o término da construção do Dojo, Mabuni e Miyagi restabeleceram o grupo de pesquisa, concretizando assim outro velho sonho. O nome do grupo foi mudado para Ryukyu Karate Kenkyu Kurabu. Este clube era na realidade a retomada ou continuação da Ryukyu Karate Kenkyu-kai criada em 1918.

​Foi também por volta de 1924, que Mabuni e Miyagi começaram a tomar a frente nas sessões de treinamento, embora fossem ainda relativamente jovens. Durante estas sessões a prática do Kumite foi incluída e passou a ser considerada uma ótima forma para aumentar a técnica e a força física dos praticantes.

É necessário relembrar que nesta época, apesar das diferenças técnicas entre os ensinamentos de cada mestre, o método de ensino era quase sempre o mesmo, ou seja, treinamento prático. Era muito comum dar exemplos práticos. Quando um aluno tinha alguma dúvida, por exemplo, o mestre conviva-o a atacar livremente, conforme achasse conveniente, obstruindo ou esquivando de suas investidas e sempre perguntando: “agora você compreende?.

Ainda em 1924, Kenwa Mabuni começou a trabalhar como instrutor de Karate em duas escolas de Naha. Três das mais importantes deste ano foram no Teatro de Naha, no grupo imperial de Tóquio e ante o príncipe Chichibu.

 

Em 1926, Kenwa Mabuni participou de uma demonstração realizada para o príncipe Takamatsu.

 

Em 30 de Maio de 1927, nasceu seu segundo filho, Kenzō Mabuni. Este ano, aliás, foi um ano de grandes realizações para Mabuni. Primeiro encontrou-se com Jigoro Kano, uma das figuras mais importantes do Budo japonês na época, que foi até Okinawa com um grupo de dignitários para a inauguração de um novo Dojo da “Associação de Faixas Pretas de Judo e Kendo”. A Ryukyu Karate Kenkyu Kurabu se preparou para recebê-lo com uma demonstração. Após a exibição, Kano discursou sobre a possibilidade de expansão da arte por todo o território japonês.

​Inspirado pelas palavras de Kano, Mabuni decidiu mudar-se de Okinawa para residir em outra localidade do Japão. No entanto, não foi o único a deixar o arquipélago, Miyagi, Motobu e Yabiku também tiveram a mesma iniciativa, todos tinham o mesmo objetivo: expandir o Karate e o Kobujutsu.

Neste contexto, no início da Era Showa, em 1929, Mabuni mudou-se com sua família para as ilhas principais do Japão.

Durante a fase de aceitação da arte de combate de Okinawa nas ilhas principais do Japão e conforme avançava o trabalho de Mabuni, surgiram alguns problemas, tais como: o Karate passou a ser utilizado em brigas de rua, contradizendo sua reputação e ideologia. A própria polícia tentou opor-se a prática da arte, visto que alguns criminosos foram gravemente feridos, no momento de sua prisão, por policiais que praticavam o Karate.

Em 1931, apesar de todas as dificuldades enfrentadas, os esforços de Mabuni finalmente começaram a dar resultados. Neste período o Karate passou a ser mais aceito pela sociedade japonesa e Mabuni passou a lecionar oficialmente, ensinando muitos alunos em sua casa e em algumas universidades do Japão. Também foi por volta deste período que estabeleceu a associação Dai Nippon Karate-do Kai.

Por volta de 1934, alguns mestres de Okinawa já haviam estabelecido credibilidade para o Karate junto às demais Budo, entre eles: Mabuni, Funakoshi, Miyagi, Motobu e Konishi. Por volta deste período Mabuni se tornou uma personalidade importante dentro do cenário marcial passando a ser considerado um respeitado instrutor de Karate.

Ainda em 1934, Mabuni abriu seu primeiro Dojo em Osaka, localizado na região de Nishinari, o qual chamou Yoshukan.

Em 1935, Mabuni, juntamente com Yasuhiro Konishi e Hironori Otsuka passou a treinar, quase que diariamente, com Morihei Ueshiba, fundador do Aikido.

​Ainda em uma linha inovadora de trabalho Mabuni, Konishi e Yabiku foram os primeiros a experimentar o Bogu-kumite (proteção para o combate), empregando para isso as proteções de combate utilizadas pelo Kendo. Miyagi fazia o mesmo em Okinawa. No entanto, conforme relata Manzo Iwata, o equipamento mostrou-se muito restritivo e incômodo e a ideia foi rejeitada.

​Em Março de 1939, Funakoshi e Mabuni inscreveram suas respectivas escolas na Dai Nippon Butoku-kai. Em Julho deste mesmo ano, após serem submetidos a exame, na mesma sessão, foi lhes concedido o título Renshi, que significa “instrutor” (graduação do Sistema de Graduação Tradicional do Japão).

Em 1941, Kenwa Mabuni começou a lecionar na universidade de Toyo, em Tóquio, no Japão.

Mabuni teve muitos alunos, porém expediu poucos Menkyo-kaiden (licença de iniciação em uma arte). Entre os poucos discípulos que receberam tal honra estão: Ryusho Sakagami, Kosei Kuniba, Manzo Iwata, Chojiro Tani, Masami Watanabe e Ryusei Tomoyori. Contudo se sabe que Kenwa Mabuni deu “placas promocionais” para alguns alunos, como é o caso de Kanei Uechi (não confundir com o filho de Kanbun Uechi) de Okinawa ter recebido sua graduação.

Mabuni era considerado um dos melhores expoentes em Kata de todo o Japão nesta época, e também era conhecido por dominar um grande número de formas, as quais executava “com muita calma, elegância e perfeição”, conforme afirma Manzo Iwata.

​Além disso, Mabuni era um renomado pesquisador de um antigo tratado marcial chinês chamado Wubei-zhi (conhecido em Okinawa como Bubishi) que muito influenciou o desenvolvimento do estilo Shito-ryu, sendo reconhecido como o primeiro mestre a citar textos deste livro em seus trabalhos.

Kenwa Mabuni, fundador do estilo Shito-ryu, faleceu em 23 de Maio de 1952, aos 62 anos de idade, vítima de ataque cardíaco. Sua importância era tal que sua morte foi anunciada, via rádio, para todo o Japão. Em seu sepultamento, realizado no cemitério de Hattori em Osaka, compareceram mais de três mil praticantes de Karate-do.

(Fonte: http://shitoryubrasil.com.br/Site/kenwa-mabuni/. Acesso em: 10 mar. 2019)

FALE CONOSCO!

(31) 99393-2088 |  99910-8395  

dojoseiryu@gmail.com

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2019 by Seiryu Dojo